Instagram

QUAL O PROVÁVEL DIAGNÓSTICO?
.
Um agricultor de 43 anos desenvolve uma SARA grave após 3 dias de febre e mialgia. O hemograma tem alterações marcantes. Fica ligado nesse diagnóstico!
.
LEITURA ADICIONAL/REFERÊNCIAS:

KOSTER, Frederick et al. Rapid presumptive diagnosis of hantavirus cardiopulmonary syndrome by peripheral blood smear review. American journal of clinical pathology, v. 116, n. 5, p. 665-672, 2001.

DUCHIN, Jeffrey S. et al. Hantavirus pulmonary syndrome: a clinical description of 17 patients with a newly recognized disease. New England Journal of Medicine, v. 330, n. 14, p. 949-955, 1994.

Manual de vigilância, prevenção e controle das hantaviroses / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. – Brasília : Ministério da Saúde, 2013.

GUEDES L., Milagres B., & de Oliveira S. (2019). Atualização do Perfil Epidemiológico da Hantavirose no Brasil. Revista Contexto & Saúde, 19(36), 127-132. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2019.36.127-132
.
#podcast #podcastbrasil #podcastbr #infectologia #pneumologia #pneumo #infecto #ards #sara #tdc #tadeclinicagem #clinicagem #diagnostico