Instagram

Pessoal, quem nunca se deparou com um cateter hiperemiado ou com secreção purulenta?
Pois é, pacientes em hemodiálise com cateter apresentam risco 2 a 3 vezes maior de hospitalização por infecção e morte em comparação com pacientes com fístula arteriovenosa ou transplante.
Infecções de corrente sanguínea relacionadas ao cateter, infecções do local de saída e infecções do túnel (tunelite) são complicações comuns nessa população.
.
A infecção do óstio apresenta menor gravidade e pode responder a cuidados locais com curativo e antibiótico tópico. A infecção do túnel (tunelite) não responde bem à antibioticoterapia sistêmica isolada, sendo necessária a retirada do cateter.
.
Fonte:
📚 Miller LM, Clark E, Dipchand C, Hiremath S, Kappel J, Kiaii M, Lok C, Luscombe R, Moist L, Oliver M, MacRae J; Canadian Society of Nephrology Vascular Access Work Group. Hemodialysis Tunneled Catheter-Related Infections. Can J Kidney Health Dis. 2016 Sep 27;3:2054358116669129. doi: 10.1177/2054358116669129. PMID: 28270921; PMCID: PMC5332080.

Post elaborado pela nossa colaboradora @raizalira

Tunelite