Não perca essa oportunidade!

Assine agora e ganhe 1 mês grátis com o cupom GUIA1MES.

Assine agora!

Diretriz de Insuficiência Cardíaca AHA 2022

Criado em: 13 de Abril de 2022 Autor: Pedro Rafael Del Santo Magno

Em primeiro de abril foi divulgada a nova diretriz de Insuficiência Cardíaca (IC) da American Heart Association (AHA) [1]. O documento consolida várias descobertas recentes e traz nova ótica sobre pontos antigos. Aqui vão quatro tópicos de destaque do documento:

Novas terminologias

A AHA modificou a maneira da classificação dos estágios do paciente com IC. O que antes era dividido em letras de A a D, agora ficou mais descritivo e claro.

  • Estágio A virou "Em risco para IC". Engloba pacientes que não possuem sintomas nem doença estrutural, mas tem comorbidades que precisam ser controladas como obesidade, hipertensão e exposição a agentes cardiotóxicos.
  • Estágio B virou "Pré-IC". Pacientes assintomáticos, mas já com doença estrutural ou pressões cardíacas aumentadas (seja no ecocardiograma ou com BNP elevado). Se houver fração de ejeção reduzida (<40%), já existe benefício de inibidores da enzima conversora de angiotensina (iECA), mesmo sem sintomas. O betabloqueador também é uma opção, contanto que tenha história prévia de infarto agudo do miocárdio.
  • Estágio C virou "IC sintomática".
  • Estágio D virou "IC avançada".

Amiloidose

Outro ponto de destaque é o diagnóstico de amiloidose cardíaca. É recomendado fazer rastreio de amiloidose em pacientes com IC que possuem espessamento da parede do ventrículo esquerdo acima de 14 mm, principalmente quando o ECG não refletir esse espessamento (baixa amplitude no QRS). Outros indicadores são pacientes com estenose aórtica, síndrome do túnel do carpo, IC de fração de ejeção preservada (ICFEp), estenose do canal medular ou polineuropatia sensorial ou autonômica.

O rastreio é feito com pesquisa de cadeias leves monoclonais no sangue e na urina. Se esses exames forem negativos, mas a suspeita for alta, é possível ainda realizar a cintilografia cardíaca com pirofosfato de tecnécio. Esse último exame é relevante para o subtipo ATTR da amiloidose cardíaca, pois essa condição não produz cadeias leves. O diagnóstico impacta no aconselhamento genético do paciente e familiares e no tratamento, já que para o subtipo ATTR há evidência de redução de mortalidade com a medicação tafamidis.

Terapia da IC com fração de ejeção reduzida (ICFEr)

O documento elenca quatro terapias iniciais para o tratamento da IC de fração de ejeção reduzida, colocando-as em pé de igualdade:

  • Inibidores da enzima conversora de angiotensina (iECA), bloqueadores do receptor da angiotensina 2 (BRA) e inibidores da neprilisina e receptor da angiotensina (ARNI) - Os ARNI agora são recomendados desde o início do tratamento em pacientes com IC sintomática NYHA 2 a 3. Já os iECA e BRA continuam recomendados em pacientes sintomáticos NYHA 2 a 4.
  • Betabloqueador (BB) - Lembrando que os BB que reduzem mortalidade são carvedilol, succinato de metoprolol e bisoprolol.
  • Inibidores do cotransportador de sódio glicose 2 (iSGLT2) - Independente se o paciente tem ou não diabetes.
  • Antagonistas do receptor da aldosterona - Atenção com pacientes com taxa de filtração glomerular abaixo, de 30 ml/min e potássio acima de 5,5.

Inibidores do cotransportador de sódio glicose 2

Após o destaque que os iSGLT2 receberam nos periódicos nos últimos anos, a diretriz aumentou a sua importância. As recomendações para uso são:

  • ICFEr: nível de evidência 1A, podendo ser introduzidos desde o começo do tratamento.
  • IC com fração de ejeção levemente reduzida (40 a 50%): nível de evidência 2A.
  • ICFEp: nível de evidência 2A.

Essas recomendações foram feitas baseadas em estudos como o EMPEROR-Preserved [2], que recebeu nossa premiação de artigo do ano de 2021 - Veja nosso resumo do artigo neste link.

Lembrando que não importa se o paciente tem ou não diabetes!

Compartilhe:
Aproveite e leia:
31 de Março de 2024

Terapia de Ressincronização Cardíaca na Insuficiência Cardíaca

A terapia de ressincronização cardíaca é uma das opções de tratamento da insuficiência cardíaca de fração de ejeção reduzida (ICFER). Em janeiro de 2024, o New England Journal of Medicine (NEJM) publicou os resultados de um estudo dessa terapia na ICFER. Este tópico revisa os principais dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis e o seu papel na ICFER.

hourglass_empty 11 min
Ler Tópico
1 de Junho de 2022

Hipertensão no Paciente Internado

Você é chamado para ver uma paciente internada por pielonefrite que está com a pressão arterial (PA) de 182/86 mmHg. Ela está assintomática, mas você teve que ser convocado, pois os parâmetros para chamar o médico plantonista incluem PA elevada. O que fazer nessa situação?

hourglass_empty 8 min
Ler Tópico
4 de Julho de 2022

Asma e Uso de Beta Agonistas de Curta Ação

É comum os pacientes recorrerem a beta agonistas de curta ação (SABA) em uma crise de asma. Porém, confiar apenas nos SABA não é uma boa opção. Um estudo apresentado na conferência da American Thoracic Society e publicado no New England Journal of Medicine acrescentou evidências nesse tema. Vamos ver os achados e rever o tratamento inicial de asma.

hourglass_empty 9 min
Ler Tópico
17 de Julho de 2023

Reposição de Vitamina B12

A American Family Physician fez uma publicação comparando a reposição de vitamina B12 oral e intramuscular. Esse tópico aproveita a publicação e discute a via, indicações, dose e monitorização da reposição.

hourglass_empty 7 min
Ler Tópico
6 de Maio de 2024

Varfarina: Bulário e Quando Preferir em Relação aos DOACs

A varfarina é um anticoagulante antagonista da vitamina K. Ela atua inibindo os fatores de coagulação dependentes desse nutriente: proteína C, proteína S e fatores de coagulação II, VII, IX e X. Os anticoagulantes orais diretos (DOAC) são a primeira escolha em muitas situações, mas a varfarina ainda tem espaço na prática. Uma recente revisão do Journal of the American College of Cardiology avaliou essa questão e um ensaio clínico de janeiro de 2024 publicado no Circulation estudou a varfarina em indivíduos frágeis. Este tópico revisa o uso atual de varfarina.

hourglass_empty 9 min
Ler Tópico
Edição #1
replay_10