Síndrome de Realimentação

A síndrome de realimentação é uma condição grave e potencialmente fatal que acontece quando o suporte nutricional é iniciado em pacientes gravemente desnutridos. Após o aumento do aporte calórico, ocorre um desbalanço hídrico e eletrolítico, especialmente hipofosfatemia, hipocalemia e hipomagnesemia, bem como anormalidades metabólicas, como deficiência de tiamina. Clinicamente, pode haver arritmias, disfunção neurológica e muscular.

A fisiopatologia envolve uma mudança metabólica de um estado catabólico para um estado anabólico durante a realimentação, estimulando a secreção de insulina e a captação celular de glicose, juntamente com fosfato, potássio e magnésio, levando a uma rápida queda nos níveis séricos desses eletrólitos. A tiamina também pode se esgotar durante esse processo.

Pacientes com alto risco de síndrome de realimentação incluem aqueles em jejum prolongado, alcoolismo crônico ou perda significativa de peso. Nesses casos, a alimentação deve ser feita com cautela, com monitorização clínica e laboratorial. 

O tratamento envolve a redução do aporte calórico e suplementação dos eletrólitos, especialmente fosfato, potássio e magnésio. A suplementação de tiamina também deve ser feita para prevenir a encefalopatia de Wernicke. O início do suporte nutricional deve ser gradual. Não há consenso sobre doses das suplementações ou forma mais adequada de realizar o suporte nutricional, devendo ser adaptadas às necessidades individuais do paciente, com base no monitoramento regular dos níveis séricos de eletrólitos e na resposta clínica.


Referências:

  1. da Silva JSV, Seres DS, Sabino K, Adams SC, Berdahl GJ, Citty SW, Cober MP, Evans DC, Greaves JR, Gura KM, Michalski A, Plogsted S, Sacks GS, Tucker AM, Worthington P, Walker RN, Ayers P, Parenteral Nutrition Safety and Clinical Practice Committees, American Society for Parenteral and Enteral Nutrition. ASPEN Consensus Recommendations for Refeeding Syndrome. Nutr Clin Pract. 2020.
  2. Kraft MD, Btaiche IF, Sacks GS. Review of the refeeding syndrome. Nutr Clin Pract. 2005.